Sentimental

Minha foto
"Ela é cheia de sentimentos, parece que suas experiências se manifestam é no dorso do seu colo, e quase sempre, de vez em quando, tudo isso pesa." Clarisse Lispector
"Se é a razão que faz o homem, é o sentimento que o conduz."
Jean Jacques Rousseau

quarta-feira, setembro 09, 2009

Do não entendimento...

Então enquanto as coisas não se resolvem, eu fico assim. Mal resolvida. Com um bolo na garganta. Algo que tranca e me impede de respirar. Para não sufocar, dou respirações curtas e lentas. A agonia do não saber me é pior do que a certeza do errado. Enquanto isso, fico esperando e pensando. Pensando demais. Cá com os meus botões. No quanto o simples pode ser extremamente complexo e difícil. Já assumi meu lado mulherzinha. E já disse que essa coisa de cachorrice é só para assustar. Ou me defender. Pois cão que ladra, não morde. Quero a coisa simples. Mas hoje é mais fácil ser complicada do que simples. Antes as pessoas se apaixonavam. O querer era mais fácil, sem problemas, sem dificuldades. Era tudo mais normal. A gente dizia: “eu vou” e “íamos”. Tínhamos menos medo. Ou mais coragem. Hoje a gente quer ir, mas não sabe pra onde. Não sabe com quem. Simplesmente parece que nada mais pode nos tirar desse estado de inércia. De espera. E construímos castelos de areia que nós mesmos desmoronamos. Enfiamos o pé. Nenhum castelo é suficiente para abrigar tudo aquilo que sonhamos, que almejamos. Destruímos simplesmente sem nem perceber que talvez ele possa ser aproveitado. Que mais alguns baldes de areia resolveria o problema. Não! Simplesmente nos desinteressamos e pronto, amassamos tudo naquele bolo de areia disforme. Destruímos também os castelos alheios. Não por maldade. Não no intuito de acabar com a brincadeira. Simplesmente por reconhecer que aquele castelo não nos basta, não nos pertence, não da pra pegar a bandeirinha e simplesmente gritar que é nosso. Porque não é. Porque igualmente nos falta algo, e nesse caso, não tem balde de areia que resolva. Eu sei, você não esta entendendo nada. Mas não se preocupe. Às vezes o entendimento é pior. O saber de si chega quase a enlouquecer. Melhor simplesmente não saber, ou não entender. Pois quando começamos a entender, que seja um pouco de nós, não podemos simplesmente fechar os olhos e fingir que não vimos. É impossível. Aquela verdade medíocre cospe na nossa cara e temos que admitir. Admitir que talvez a gente esteja a perder o rumo. Ou a procurar um rumo que é quase inexistente. Numa cegueira momentânea. Procurar algo que nem sabemos o que é. Porque as coisas poderiam ser simples. Sem embromação alguma. Mas temos tanto medo... As pessoas têm tanto medo que acabam mascarando tanto, para que só aqueles que queriam correr o risco encontrem seja lá o que for. Chamem de verdade. De querer. De glória. De perdição. De caminho... Não importa. O que importa é que embaçamos tanto, que acabamos por embaçar nossos próprios olhos. Eu sei. Nada disso ta fazendo muito sentido. Mas quem disse que precisa fazer? Não se preocupem com o sentido. Nem tudo faz sentido. E não é por não fazer que deixa de existir. Para isso tudo talvez apresentar algum sentido, eu deveria classificar as idéias em ordem, colocar parágrafos, talvez uma prévia explicação. Mas a vida se explica? A vida lá tem parágrafo? É um amontoado de coisas que vem aos supetões e você interpreta como quiser, se quiser. E quase sempre errado. Então esqueça essa coisa de sentido, de pingos nos “is”. Meu sentido não é o seu. Minha interpretação não é a mesma. E no fim, seria a mesma coisa. Cada um com a sua verdade absoluta... Completamente relativa. E todos perdidos dentro do seu próprio umbigo. Porque no fundo é com isso que nos importamos, com o nosso umbigo e pra onde ele deve ir. Mesmo que nem sempre a gente saiba pra onde ele esta indo. Porque não sabemos, simplesmente não escolhemos. Somos arrastados. E estamos lá. Esperando que algo aconteça. Esperando que tudo tenha um propósito. Esperando o milagre. O cavaleiro no cavalo branco. O mar se abrir. Um raio cair do céu. Uma luz. Uma iluminação. A verdade. Que alguma coisa aconteça! Raios! E simplesmente nada acontece. Ninguém aparece. Então você da meia volta e começa a esperar de novo, começa a tentar achar o tal rumo pra algum lugar ou lugar algum. Com aquele bolo trancando a garganta. Até que um dia a gente vomita tudo isso, e vê que nada fazia sentido. E nem tinha o porque.
Tô amarga....eca!

15 comentários:

Giovanna disse...

amei o BLOG O;

collectors of emotions disse...

Adorei o blog, o post, muito lindo k3

Juliano disse...

eitaa fico feliz em saber que eu me encaixo no perfil de homem bonzinho, apesar de elas preferirem os cafajestes neh, mas vc é um exceção.
Tô amarga...eca: Se precisa de um Juliano neh, dai ele vai adocicar a sua vida..!

Penso que nem você, que todo mundo fica preso na sua própria verdade, e ninguém entende o sentido disso..

PS: Tipo meu personagem preferido é JACOB BLACK, nem gosto do Edward, por isso considero o 'AMANHECER' o último. Apesar que ja me disseram que é bem bom o 'MIDNIGHT SUN', é bem interessante a gente saber os pensamentos dos outros sobre a Bella, as verdades e mentiras. Apesar que nem gosto muito da Bella também. :D.. Sim, eu não gosto de ninguém! aosdokasdoaskdksa

Ahh e como o meu personagem preferiso é o JAKE, vou fazer um comentário, eu acho que o melhor final para ele seria ficar com a LEAH, não acha ???

Beijooooos Máiça!

Fran disse...

Essa 'amargara' passa um dia :)
O amor tah tudo bem sim [graças a Deus] :)
Adoro seus posts!

Beeijão!

Tatiane Trajano disse...

Na verdade, esse texto faz todo sentido do mundo... Adorei!

Beijão

Sweet disse...

todo mundo sente um pouco disso tudo amiga.


adorei o texto.

mesmooo!

Francisco Gomes disse...

Senti que você tem muita coisa pra falar ainda...Belo desabafo em forma de texto. Muito bom...

Mariana Andrade. disse...

confesso que, logo que vi o texto ENORME, bateu uma preguicinha.. mas eu comecei a ler e as coisas foram se encaixando pouco a pouco, e eu nem percebi que tinha terminado tão rapido..
não vou falar que o texto é lindo, porque nem era pra ser, vou falar que é direto, digno e bem sincero; como a vida também é. porque, convenhamos, se você for sonhar tanto com os castelinhos de areia, a decepção vai ser grande demais quando as ondas o levarem.
adorei o texto, adorei mesmo;
bjão pra ti ;*

Silvia Gonçalves disse...

Flor...
Selinho pra vc... tá na indicação do Décimo Primeiro deste link: http://pensamentosdasil.blogspot.com/2009/08/bombardeio-de-selos.html

Bjinhos...

Bê Matos disse...

Você sumiu daqui, ou é impressão minha? rs

Sei bem como são coisas mal resolvidas :x
tava com saudadezinha de ler seus textos :)

Virgínia Lucy disse...

Ainda bem que no dia seguinte tu voltou a ser a velha Maiçá que eu amo.
;D

Atroar disse...

...é, te entendo...


see ya :*

Rocha disse...

Olá!
Gostei do seu blog show, not°10 desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo
Um grande abraço
http://maximumforma.blogspot.com/

disse...

AAAAAAAI, que coisa mais perfeita. Eu tava era precisando ler isso pra parar de me encher o próprio saco com reclamações. D:

''Mas a vida se explica? A vida lá tem parágrafo? É um amontoado de coisas que vem aos supetões e você interpreta como quiser, se quiser.''

Adorei essa parte. O texto todo, tá massa. Mas essa parte... vou colocar no meu orkut UHAUAHUAHUAHAUHAUH parei çç'

Anônimo disse...

Amiable fill someone in on and this post helped me alot in my college assignement. Thank you for your information.