Sentimental

Minha foto
"Ela é cheia de sentimentos, parece que suas experiências se manifestam é no dorso do seu colo, e quase sempre, de vez em quando, tudo isso pesa." Clarisse Lispector
"Se é a razão que faz o homem, é o sentimento que o conduz."
Jean Jacques Rousseau

segunda-feira, novembro 16, 2009

Só para esclarecer

Isso não é uma explicação, até porque eu não te devo nada, sobretudo explicações. É apenas a resposta da pergunta que você faz todas as noites para si mesmo antes de dormir.

Eu olhei dentro dos seus olhos castanhos-esverdeados naquela sexta-feira de manhã sem que você soubesse. Olhei porque senti curiosidade, porque jamais tinha olhado antes. Desde aquele dia, notei as facetas dançando em cima dos seus cílios e o seu meio-sorriso impossível de ser decifrado. Primeiro veio a queda. Depois eu sonhei com você três vezes seguidas. Disse o seu nome baixinho e pensei que você já estava apaixonado. O que veio posteriormente foi a sucessão de dias que não terminavam mais. Foi o cheiro dos seus cabelos recém lavados. Foi a sua cara de filinho de papai. Foi tudo e nada ao mesmo tempo. Aí eu me senti o seu alvo, pronta para ser acertada pela agulha do latente sentimento do desejo. Aparências, tudo eram aparências. Aparências e indícios, é verdade. Os meus olhos brilhando e ofuscando os teus enigmas. Você sabia o que eu estava querendo dizer. Eu é que estava por fora de todas as tuas terceiras intenções. Perguntou como eu queria que você me chamasse, e nesse momento, tive vontade de gritar para todo mundo o que estava sentindo por dentro. Tudo aquilo que eu dissimulava cautelosamente. Mas não o fiz, simplesmente por orgulho. Por sempre querer estar por cima. Fodeu. Passaram-se as semanas, estava chegando perto. Dois dias antes eu dancei com você. Foi quando cheguei mais perto e pude ler o que antes não conseguia. Li, reli, vacilei. Achei que as coisas continuariam como estavam, sempre lentas. Talvez elas acelerassem, talvez não. Não poderia dar errado. O quebra-cabeças estava terminando, eu agitava a minha normalidade por cima de você e selecionava as memórias válidas. Não foi em vão. Você e eu sabemos disso. Terminou antes mesmo de começar, mas não significa absolutamente nada agora. E é só por isso que eu não consigo mais olhar pra você.



"I wanna live a life from a new perspective
You come along because I love your face
And I'll admire your expensive taste
And who cares divine intervention
I wanna be praised from a new perspective
But leaving now would be a good idea
So catch me up on getting out of here."
Panic At The Disco -
New Perspective

9 comentários:

Fernanda disse...

Perfeito!

Aquilo que termina antes de começar... normalmente não acabou, pois não foi vivido.

Beijos

Giovanna disse...

Entendo ;) as vezes isso tudo é apenas mais uma ideologia da vida.

Pâmela Marques disse...

Minha história de vida. Mesmo barco querida, snif.

Marcelo Mayer disse...

oq começa na mentira, termina na mentira.

Fran disse...

Perfeito, mas tão triste!
Começou tão romântico...

Beeijos!

Lolla...doida varrida! disse...

qd quiser gritar, berrar, desabafar, pode vir aqui no seu blog postar tudo o q sente que agente te acolhe florzinha.
bjinhus linda.............

disse...

Terminou antes mesmo de começar, mas não significa absolutamente nada agora. E é só por isso que eu não consigo mais olhar pra você.



UAU!

▒▓█► JOTA ◄█▓▒ disse...

ººº
Então está esclarecido, rs

Dom .A. disse...

Odeio quando isso acontece! Affff

Bj