Sentimental

Minha foto
"Ela é cheia de sentimentos, parece que suas experiências se manifestam é no dorso do seu colo, e quase sempre, de vez em quando, tudo isso pesa." Clarisse Lispector
"Se é a razão que faz o homem, é o sentimento que o conduz."
Jean Jacques Rousseau

quarta-feira, outubro 28, 2009

Sobre o que fiz, faço e fazerei!


...

Estou doída, sentindo o mundo em cólera. A maioria de nós segue na corda-bamba de olhos vendados.. Sentir? Quê é o sentir? Toda gente quer ’suportar’, ’suportar’.. Mas viver deve ser muito mais que ’suportar’, e continuamos suportando. Até quando?
Não me olhe assim, eu também tenho receios. Pensa que nunca pisei em cacos de vidro? Pisei muito. E continuo pisando. E ainda pisarei por muito tempo. Mas eu anseio por uma mudança urgente, existe algo em mim que quer empurrar tudo pra frente impacientemente. Eu não sei crescer sozinha, tenho que dar a mão e vir puxando alguém comigo. E nesse meio tempo, voltei atrás mil vezes p’ra buscar o que havia se perdido no meio do caminho.
Mas e se eu me perder, alguém vai me buscar?
Tenha calma, eu estou aprendendo, estou aprendendo…
E eu sempre vou me aventurar além do que é permitido, eu preciso ir além da linha reta. Não quero margem, não aceito margens. Eu vou até onde eu acreditar poder ir.
Fragmentar? Unificar. Onde é que estão as mil e uma razões pra seguirmos em frente agora? Pois é, as coisas se perdem vezenquando, mas precisamos fazer o de sempre: voltar atrás e buscá-las. Aqui dentro de mim existe um relicário chamado humanamente de ‘coração’, nele tenho toda a força que vou precisar na vida.
Se eu cair, levanto. Se eu me iludir, desiludo. Se eu perder a fé, a reformulo. Mas preciso viver do meu jeito, o tempo quase inexiste em mim. Me faço sem ele, desfaço.
Cala e observa: já não sei mais onde estou, tu sabe? Eu não sou tão forte, preciso da tua mão pra me segurar na queda, nas quedas. Quedar? Não me negue a compreensão, eu preciso entender o que se passa… Não tenho medo, não tenha!
Às vezes fica a impressão de que todos os meus assuntos acabam convergindo para o mesmo tema. Como se, no final das contas, eu sempre quisesse falar a mesma coisa por meios diferentes. Esgotar todos os modos de explorar uma única idéia que eu nem faço idéia do que seja, mas sempre sinto da mesma maneira - mesmo quando as palavras insistem em mudar de posição ou nome.
Algo grande o suficiente para assumir diversas formas e gostos e acabar sempre no mesmo lugar – mesmo que a palavra não seja lugar. Algo grande o suficiente para acabar sempre no mesmo lugar e assumir diversas formas e gostos. E sempre.

Segue. Paciência, aguenta. Segue…


“O tempo é a minha matéria,
o tempo presente, os homens presentes,
a vida presente.”
[Drummond ]

16 comentários:

Luna disse...

senti esperança.hope.fé.
é disso que precisamos, pra aguentar, pra suportar. fé e força.


e um 'tente outra vez' também é válido.

Um beijo amiga.

:*

Marcelo Mayer disse...

da raiva e tristeza nos toramos humanos perfeitos

ótimo texto!

belo blog!

obrigado pela visita

meus instantes e momentos disse...

bonito texto, muito bom.
Maurizio

Silvia Gonçalves disse...

É...

As vezes parece que precisamos seguir em frente.. com alguém do nosso lado.. para nos dar apoio, nos ensinar e nos ajudar a crescer e aprender a viver...

Eu te entendo..

=)

Bjos

Giovanna disse...

que lindo *-* adorei. Vi neste texto a vontade de ir em frente, é isso ai. Me identifiquei também, na parte em não conseguir crescer sózinha, e na parte em que se me perder, quando encontrar-me me devolver. c)

Márcia Amaral disse...

" Não me olhe assim, eu também tenho receios. Pensa que nunca pisei em cacos de vidro? Pisei muito. " esse é o pior, quando estamos ruins, achamos que ninguém nunca passou por isso

disse...

Emoção e monte de coisa junta.
Maiçá, sumidissima, por onde andas, moça das palavras doces? u__u

Cavaleiro dos Dragões disse...

Maiçá
as vezes por nos perdemos é a grande chance de nos encontrarmos...
um beijo

Ran Omelete disse...

Eu não quero bancar o chato, mas enfim, não ia ficar melhor se o título fosse "Sobre o que fiz, faço e farei!"? É que "fazerei" fica meio estranho.

Sei lá, só estou opinando.

Dom .A. disse...

Deus te guie!

Bj

D i c a disse...

Gosto quando se abrem, se expõem dessa maneira.
E por nós? Ninguém é por nós.
Aprendi isso nos poucos anos de vida que tenho.

Beijos, flor.
Lindo seu blog!

Mariana. disse...

"Pensa que nunca pisei em cacos de vidro? Pisei muito. E continuo pisando."

É preciso ter coragem pra seguir em frente, ainda que tenha que seguir só ;) Lindo aqui má ;*

Mariana. disse...

ei bela flor, tem selinho pra você no blog ;*

Me permita disse...

Oi, minha querida! As vezes dentro da gente parece um terremoto, acontecem tempestades... Mas, saiba que nada dura para sempre, nem a tristeza! Bjs

Giovanna disse...

Isso tudo faz parte de toda nossa vida :D adoorei ler esse texto *=*

Moreninha disse...

Adorei